Maputo

Maputo
Da minha janela...

sábado, abril 21, 2012

Formação em Maxixe VI - Acção

Depois de 6 dias de formação e preparação, chega o grande dia de pôr em prática com as crianças da comunidade.

Cerca de 150 crianças da comunidade juntaram-se para uma manhã de muita brincadeira mas também de ensino.

Para nós foi o final de uma semana na cidade de Maxixe, provincia de Inhambane, mas para os participantes esperamos que tenha sido apenas o inicio de muitas coisas que irão acontecer.

Narciso com uma das suas crianças

Fausto e a bola que todos querem chutar

Reflexão em pequenos grupos

Saltar à Corda

Futebol... não pode faltar!

Algumas crianças chegaram com as suas irmãnzinhas...

e o Saidate segura no bébé para o irmão poder brincar!

Os Certificados para quem chegou ao fim


sexta-feira, abril 20, 2012

Formação em Maxixe V - Preparação

Depois de 4 dias a descobrir e a testar as mais variadas ferramentas de ensino e intervenção, chega o dia de preparar a actividade prática que terá lugar amanhã, sábado, com as crianças da comunidade.

Completamente independentes os 18 alunos da formação constroem e preparam o seu modelo de intervenção, delegando tarefas, e organizando detalhadamente o trabalho que irão realizar com as crianças que começarão a chegar a partir das 8:00 da manhã.

Tempo de partilha

Apresentação individual
Preparação da Actividade
Tratando dos detalhes

quinta-feira, abril 19, 2012

Formação em Maxixe IV - Aplicação

O objectivo final da aprendizagem pela experiência é providenciar ao aluno uma mudança de comportamento. Para isso é importante que cada um possa fazer uma aplicação pessoal dos principios aprendidos.

Se a unidade dentro da equipa é importante para alcançar os objectivos, a unidade dentro da familia é também importante para o bem estar e sucesso da mesma. Eu tenho de fazer a minha parte dentro da familia, por isso apartir de hoje passarei a varrer o quintal e a buscar água logo de manhã cedo antes dos outros acordarem. Assim farei a minha parte para enriquecer a unidade da minha familia.

Em vez de entregarmos aos alunos principios gerais de ensino, desafiamos o mesmo a identificar as mudanças que ele próprio necessita empreender para aplicar os os principios de ensino. A aluno ganhará também um sentido critico melhorado acerca do que se passa à sua volta.

Uma ilustração das várias vertentes pessoais

O Saidate também sabe subir no coqueiro

Uma ilustração de como é dificil caminhar sem ver

quarta-feira, abril 18, 2012

Formação em Maxixe III - Conclusões

A conclusão é uma etapa muito importante do processo de aprendizagem que tentamos desenvolver nos nossos treinamentos!

Depois dos alunos executarem uma tarefa/actividade e de reflectirem sobre a mesma, naquilo que acharam fácil ou dificil, bem como a descoberta que fizeram acerca da melhor maneira de lidar com os desafios, é importante que todos sejam incentivados a "tirar conclusões" que neste caso é simplesmente descobrir o paralelismo entre aspectos do jogo/actividade e aspectos da vida real que todos também experimentam de diversas formas.

Do mesmo modo que é dificil enfrentar sozinho os adversários dentro do campo, cujo objectivo é tirar-me a bola, é também dificil tentar enfrentar as dificuldades da vida sem a ajuda de alguém.

Aqui é importante que a partilha continue de forma a todos perceberem que têm problemas comuns apesar das diferenças pessoais, mas que a interajude pode levar-nos a descobrir novas formas de lidar com os problemas.

Saidate a partilhar a sua experiência
com os meninos de Hulene


Mais uma tarefa de equipa, onde todos são necessários
 
Tempo de reflexão e discussão de tópicos actuais
Subida ao coqueiro... é possivel!


terça-feira, abril 17, 2012

Formação em Maxixe II - Reflexão

Uma das particularidades da aprendizagem pela experiência é que ela providencia uma excelente atmosfera para a reflexão.

Depois de um jogo, seja ele competitivo ou simplesmente recreativo, o grupo tem todas as condições para reflectir sobre aquilo que aconteceu/experimentou, reflexão esta que, quando elaborada em conjunto é enriquecida gradualmente à medida que todos contribuem com as suas diferentes experiências, sentimentos e aspectos observados ou sentidos.

É a matéria resultante da reflexão sobre o exercício que irá providenciar espaço para a identificação de situações semelhantes da vida real, que têm os mesmos desafios e semelhantemente, as mesmas soluções.

Tempo de perguntas e respostas

Executando uma tarefa em minigrupos

Reflexão e discussão de temas da actualidade

Reflexão sobre a experiência

segunda-feira, abril 16, 2012

Formação em Maxixe I - Jogos

Uma das enfases que damos nas nossas formações é a utilidade de usarmos os jogos e desportos como ferramentas de educação.

Na verdade, todas as actividades que fazemos encerram em si só um sem número de lições que podem e devem ser aplicadas à nossa vida pessoal.

Além disso, a aprendizagem dá-se de uma forma muito mais intensa e permanente se acontecer num ambiente agradável em que todos aprendemos... brincando:

Actividades Competitivas

A importância do trabalho em equipa

Determinação para alcançar os objectivos
Continua amanhã...

sábado, abril 14, 2012

A caminho de Maxixe

Maxixe fica a cerca de 500 km a norte de Maputo, na província de Inhambane, e é para lá que vamos organizar a 9ª formação de líderes durante 6 dias na próxima semana.
Connosco, a aproveitar a boleia irão 3 pacientes da Oncologia do Hospital que foram autorizados a visitarem as familias que vivem na provincia de Inhambane.

Serão cerca de 8 horas de viagem, e a partida está marcada para as 6 da manhã. Acompanhe aqui a aventura... e vá vendo as fotos que iremos "tentar" colocar:

Sábado (22:20)
 O carro está carregado com o material da formação e combustivel extra.
Só faltam os passageiros e as suas bagagens pessoais.

Domingo (8:00)
Paragem em Manhiça para um pequeno lanche e esticar as pernas.

13:00
Chegada a Maxixe

Os barcos que António e Reginaldo apanharam para Inhambane

A Igreja onde começaremos os trabalhos amanhã às 7:30

Graças a Deus, chegámos bem a Maxixe, apesar de cansados! Por ser domingo a estrada estava praticamente vazia e foi possivel fazer a viagem sem grandes sustos.

Obrigado pelas orações!

sexta-feira, abril 06, 2012

A nossa amiga Páscoa

A Páscoa é uma menina com cerca de 11 anos que conhecemos quando estava doente aqui em Maputo. Depois de ter regressado a casa, numa provincia longiqua de Moçambique, nunca mais ouvimos falar dela.

De facto, ela dizia apenas 3 coisas: o seu nome, a sua idade e a localidade de onde tinha vindo. Não gostava de Maputo... dizia ela. Talvez por ser a cidade que lhe roubou parte da infância ou por apenas significar um hospital e muitos tratamentos de quimioterapia.

Hoje lembrei-me dela! Nos últimos dias foi comum ouvir as conversas terminarem sempre com "Boa Páscoa" quase sem nos apercebermos do que isso quer dizer. Talvez pelas mesmas razões porque dizemos Feliz Natal... bom fim de semana... boas férias!

O que será uma Boa Páscoa, para desejarmos aos nossos amigos?
Será para aproveitarem um fim de semana prolongado? Será um desejo que possam festejar com a alegria um momento de familia e uma mesa melhorada? Será pelas amêndoas?

Seria tão bom que ao desejarmos "Boa Páscoa" pudéssemos explicar-lhes porquê!
Boa Páscoa, pela boa noticia que ela nos conta - pela verdade da ressurreição de Jesus, para nos dar uma nova vida, um novo começo!

Já agora, valia a pena pensar nisso!

Uma menina chamada Páscoa